MENU >
Peça já uma Pré-Aprovação Sem Qualquer Compromisso

Será que os cartões pré-pagos são uma boa opção?

Além dos já conhecidos cartões de crédito e débito, existe um terceiro tipo que, nos últimos anos, ganhou espaço. Sabe do que estamos a falar? Dos cartões pré-pagos.

Esta pode ser uma opção bastante interessante para aqueles que não conseguem ter acesso ao crédito através de um cartão convencional.

Por isso, vamos explicar detalhadamente como funcionam estes cartões e o que deve considerar antes de solicitar.

Cartões pré-pagos: Saiba o que considerar antes de solicitar o seu

Os cartões de crédito pré-pagos surgiram como uma alternativa e também para tornar os cartões de crédito mais acessíveis. Principalmente para as pessoas que não conseguem solicitar os cartões mais comuns devido à situação financeira.

O funcionamento é bastante similar a um cartão de crédito convencional. Pode utilizá-lo para fazer compras em estabelecimentos, online e até levantamentos.

A principal diferença está no facto de que o cartão pré-pago não possui um plafond definido pela entidade bancária. Ou seja, é o titular que deve colocar dinheiro para poder utilizá-lo.

Principais características dos cartões pré-pagos

De seguida, listamos as principais características para que possa compreender com mais clareza como funcionam e porque diferem dos convencionais.

1) Pagamento adiantado

Ao utilizar um cartão de crédito convencional, a entidade financeira concede ao titular um adiantamento. Assim, pode pagar as suas compras até ao final do mês.

Contudo, neste tipo de cartão o próprio titular é quem faz o carregamento. Ou seja, os pagamentos de compras são sempre feitos de forma adiantada.

2) Menos frequentemente aceites

É importante estar ciente de que os cartões pré-pagos são menos frequentemente aceites em estabelecimentos para compras, ou para reservas em hotéis, por exemplo.

Isso acaba por limitar o seu uso e pode não ser vantajoso para quem o utiliza.

3) Mais acessibilidade

Esta é, talvez, a maior vantagem. Como não há um crédito aprovado pela entidade bancária, durante o processo de adesão não são considerados rendimentos ou dívidas do solicitante.

Por isso, estes cartões são acessíveis a todos, inclusive aqueles que não conseguem aderir a um cartão de crédito convencional.

4) Limite de crédito reduzido

Os limites de crédito nestes cartões costumam ser reduzidos em comparação a um cartão de crédito convencional. Esta característica serve como uma medida de segurança, para o combate de fraudes durante as compras.

5) Despesas adicionais

Apesar de a grande maioria não cobrar anuidade, geralmente são cobradas outras despesas por este cartão. Como por exemplo, fazer o carregamento, abertura ou encerramento e até mesmo período de inatividade.

É muito importante considerar estes aspetos e avaliar se as despesas adicionais compensam a adesão ao cartão.

O que considerar antes de aderir aos cartões pré-pagos?

Saiba agora os principais fatores a considerar para escolher o cartão ideal e a melhor maneira de utilizá-lo.

1) Escolha do modelo

Conforme dito, os cartões pré-pagos não são tão aceites como os modelos convencionais. Para evitar transtornos, pesquise quais são os modelos mais aceites nos estabelecimentos onde costuma realizar compras.

2) Escolha o plano ideal para o seu perfil

Assim como qualquer outro tipo de serviço, os cartões de crédito pré-pagos disponibilizam diversos recursos e facilidades que podem ser contratados. Conheça os planos e as tarifas e escolha o que mais se adequa ao seu perfil.

3) Esteja ciente das limitações do pré-pago

O cartão de crédito pré-pago só permite que o titular gaste o dinheiro que já foi depositado. Ou seja, não é possível pagar as compras de forma fracionada. Portanto, se essa é a sua expectativa, o pré-pago não é a melhor opção.

4) Controlo dos gastos

É muito importante adquirir o hábito de verificar o saldo nos cartões pré-pagos antes de utilizá-los. Imagine que vai comer a um restaurante e, após a refeição, descobre que não tem saldo suficiente para pagar a conta?

Para que isso não aconteça deve ter um controlo de todos os gastos realizados no cartão e verifique o quanto restou após qualquer compra.  

Também é importante incluir nessa conta os descontos relacionados às taxas e aos encargos cobrados pela instituição financeira.

Como pode perceber, a versão pré-paga do cartão de crédito funciona mais como dinheiro do que como um cartão propriamente dito.

Afinal, é o titular quem deve fazer a recarga e também não há a possibilidade de fazer compras parceladas.

Ainda assim, os cartões pré-pagos podem ser uma excelente opção para quem quer poupar. Contudo, é preciso ter outro recurso em casos de emergência.

Peça já uma Pré-Aprovação Sem Qualquer Compromisso
Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.