MENU >

CRÉDITO RESPONSÁVEL

Nos últimos anos as famílias portuguesas tornaram-se mais dependentes de crédito. Crédito Habitação para adquirirem uma casa, Credito Automóvel para comprarem um carro, crédito pessoal para aquisição de outros bens e serviços e por fim os cartões de crédito para a gestão do orçamento mensal familiar. O uso responsável de crédito pode ser um poderoso motor para o crescimento económico de um país. Garantir o acesso ao crédito e a confiança nos mercados de crédito é, portanto, de vital importância, principalmente quando a despesa pública é tão restrita.

No entanto, as pessoas também têm problemas com crédito. Podem usar o tipo errado de crédito para as suas necessidades, podem requerer a demasiado crédito, aumentando o risco de incumprimento ou de incapacidade temporária de fazer face a uma qualquer despesa extra inesperada que pode resultar em sobreendividamento, incumprimento das mensalidades e consequente insolvência.

É fundamental manter o Equilíbrio do orçamento mensal do agregado familiar. Pelo que, caso já tenha mais de 4 créditos, incluindo Credito Habitação, Credito Pessoal, Credito Automóvel, Cartões e Crédito e Contas Ordenado, deverá pensar numa reestruturação dos seus créditos. No fundo numa consolidação de créditos que permite uma harmonização das taxas de juro e consequente prestação. Tendo assim apenas e apenas uma só prestação. Evita ter várias prestações ao final do mês, já para não mencionar a redução clara que terá no total das suas despesas com empréstimos.

A noção do equilíbrio orçamento mensal do Cliente, que passa pela consciencialização das despesas assumidas com créditos e rendimentos auferidos, é um dos conceitos base para que o Cliente consiga perceber a sua situação financeira real e a sua capacidade de endividamento futura. Deve-se evitar situações de sobreendividamento e fomentar a existência de poupanças.

Evite portanto situações prejudiciais para si e para a sua família. Obtenha pelo menos uma proposta de consolidação dos seus créditos e analise se irá poupar, quanto irá poupar e se vale a pena avançar para um crédito consolidado. Mas para isso terá de ter uma proposta/simulação de crédito consolidado.

A consolidação dos seus créditos pode ser feita ou não com a inclusão do crédito habitação. Será uma questão de analisar ambas as opções: Credito Consolidado Com Hipoteca e Crédito Consolidado Sem Hipoteca.

Contratação responsável seja de crédito pessoal, habitação, consolidado ou qualquer outro tipo de crédito.

Antes de celebrar um contrato de crédito, o futuro cliente da instituição financeira deverá avaliar atentamente se os seus rendimentos mensais são suficientes para assegurar o pagamento das dívidas que pretende contrair. No fundo, se o que recebe por mês é mais do que suficiente para pagar todas as prestações mensais com os créditos, mais as despesas mensais normais suas e da sua família se for o caso. O futuro cliente da instituição bancária deve ter estar absolutamente ciente que as prestações do crédito que irá contratar estabelecem uma despesa mensal permanente no orçamento familiar e que terá impacto até à amortização total do empréstimo. É fundamental para o futuro cliente do crédito quantas mensalidades e de que valor terá de cumprir.

É portanto vital e de caracter obrigacional que o futuro cliente bancário conceda à instituição de crédito informações claras, verdadeiras e reais que de uma forma inequívoca esclareçam a entidade que irá conceder o crédito sobre a sua situação financeira de forma a possibilitar que a instituição execute uma cuidadosa avaliação da sua capacidade e que chega a conclusões realistas. Porque será com base nessas conclusões que o banco irá conceder ou não o empréstimo. É do interesse do banco, mas é fundamentalmente do interesse do futuro cliente sobretudo do ponto de vista da sua estabilidade financeira e bom nome no mercado.

Aquando já for um cliente da instituição financeira ou banco deverá ainda comunicar assim que possível à instituição de crédito eventuais dificuldades em pagar as mensalidades dos empréstimos contratados, para que a instituição possa promover medidas que evitem o incumprimento.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.